The Zeitgeist Movement: Passive Resistance

Surplus – Aterrorizados para consumir (2003)


Fugindo das soluções fáceis, Surplus se contenta em mostrar um beco sem saída. Mas faz isso muito bem. 



Longe de ser apenas uma crítica ao consumismo ou a sistemas políticos, Surplus, documentário sueco, dirigido pelo italiano Erik Gandini em 2003, é um olhar sobre o jeito de ser e de viver da humanidade. Largamente divulgado pela Internet, este trabalho coloca em discussão não apenas a vida em sociedade e a ordem estabelecida, como também a própria essência humana. 

As necessidades dos homens, as maneiras de reagir a elas e as formas de controle social acabam por comprometer todo o ecossistema terrestre, sem exceção às relações humanas. Nenhuma discussão está mais na ordem do dia do que o equilíbrio socioambiental e ainda antes de Davis Guggenheim e seu Uma Verdade Inconveniente (2006), Gandini levava o tema às últimas conseqüências. Surplus mostra que tanto no capitalismo, como no socialismo, os homens tomam parte de sistemas cuja existência os antecede, mas que estabelecem modos de viver e de pensar, mantendo-os atados, como peças de um jogo maior, cuja função é a manutenção da ordem estatal. 

Assim, saem de foco os sistemas político-econômicos em si. Os holofotes são direcionados para aquilo que os sustenta. O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, Steve Ballmer e Bill Gates, executivos da Microsoft, aparecem defendendo a ideologia neoliberal, o capitalismo, o consumismo. Por outro lado, Gandini enfoca o modo de vida socialista, instalado em Cuba por Fidel Castro que surge defendendo sua ideologia não consumista. São dois sistemas opostos, porém ambos se utilizam dos meios de comunicação para divulgar mensagens que patronizam pensamentos, subjulgando corações e mentes, transformando indivíduos em parceiros que garantem a manutenção dos sistemas. 

Fazendo analogia à influência da indústria cultural e à forma como é utilizada a linguagem midiática, Gandini adota o ritmo dos vídeo clips. Mescla cenas de palestras, discursos, entrevistas e reportagens jornalísticas em uma edição onde imagens se alternam em sintonia com a trilha sonora de sons eletrônicos. Imagem e ritmo se complementam em uma mistura que soa moderna e revela a intenção do diretor. Ele usa o próprio meio (áudio e vídeo) para chamar a atenção para o poder da mídia, disponível aos governos ou às corporações que ditam ideologias e comportamentos. 

Por outro lado, se o discurso utilizado pelos capitalistas também sai da boca dos socialistas, tudo acaba no mesmo. E este “tudo” se refere à relação entre dominadores e dominados. A visão pessimista de Gandini se resume em: o homem é um ser de necessidades, na busca por satisfazê-las criou formas de organização social e, no interior delas, desenvolveu formas de dominação que mantém tudo e todos atrelados à ordem estabelecida, seja consciente ou inconscientemente. O sistema que exaure os recursos naturais, que beneficia os países desenvolvidos e cede aos países do terceiro mundo seus restos é criação dos homens e se mantém por cooperação deles. É um soco na boca do estômago de quem acha que não tem nada a ver com isso!

John Zerzan (o anarquista norte-americano que ganhou destaque a partir da década de 1980), e sua proposta fundamentada no retorno ao primitivismos caem no vazio diante da livre servidão humana a suas próprias necessidades. Gandini reafirma Freud que entende o homem como um ser “fadado à insatisfação”, pois está sempre buscando, sempre à procura sem nunca se complementar. 

Ao retornar ao primitiviso o homem retomaria o anseio pelo desenvolvimento, e possivelmente, à sistemas de controle social, aos conflito de classes, ao consumo irracional de recursos naturais, à injustiça social, às relações entre dominadores e dominados. O que Gandini não oferece é a pista para uma saída segura. Assim, escapa à pretensão das soluções fáceis e coloca a solução do impasse sob a responsabilidade de cada um. 

Por Helena Novais, em 12/10/2008
fonte (sinopse): http://www.cineplayers.com 


assista


A Origem da Civilização Védica





Através da arqueologia, o estudo da continuidade cultural, através da análise linguística e pesquisa genética, pode ser cientificamente provado que a cultura védica é natural da Índia. Portanto, prova que a teoria da invasão ariana é falsa. Os Vedas e o Hinduísmo não são mitologia, mas um fato. A teoria da invasão ariana foi uma mentira iniciada por missionários cristãos e racialmente viés. 

Muitos dos pensadores dos mundo reconhecem os Vedas como grandes repositórios de um conhecimento avançado e conhecimento bastante elevado. 

“Eu encontro nos Vedas pensamentos nobres de profunda originalidade, impregnados com uma elevada santidade e seriedade  ” – Arthur Schopenhauer (o famoso filósofo e escritor alemão)

Eu devo ao Bhagavad Gita magníficos dias
” – Ralph Waldo Emerson (conhecido escritor americano adiantado, que lia diáriamente os Vedas) 

“De manhã eu banho meu intelecto na estupenda filosofia do Bhagavad-Gita, que comparado com a literatura de nosso mundo moderno faz parece-la insignificante e trivial” – Henry David Thoreau (escritor norte-americano, historiador e filósofo.) 

“Vedanta é a metafísica mais impressionante que a mente humana concebeu” – Alfred North Whitehead (British matemático lógico e filósofo) 
“Os Vedas são o maior privilégio deste século” – Julius Robert Oppenheimer (o desenvolvedor princípio da bomba atômica) 

“A Índia foi professora da China em trigonometria, equações quadráticas, gramática, fonética …” e assim por diante. – Lin Yutang (estudioso chinês e autor) 

“Tudo o que chegou até nós foi a partir das margens do Ganges” – François Voltaire (escritor francês famoso e filósofo) 

A partir destas afirmações vemos muitos intelectuais de renome acreditavam que as origens do pensamento científico foi o Vedas. As literaturas védicas contêm descrições de avançadas técnicas científicas, às vezes até mais sofisticadas que as utilizadas em nosso mundo tecnológico moderno.Cosmologia védica é mais uma ciência védica que pode ser confirmada por descobertas científicas modernas e isso é reconhecido por autores ecientistas de renome.“Cosmologia védica é a única em que as escalas de tempo correspondem aos da moderna cosmologia científica” – Carl Sagan“A cosmogonia*(forma de explicar aorigem do universo) que nenhuma concepção Europeia já superou” – ganhador do Prêmio Nobel, conde Maurice Maeterlinck.

O astrônomo francês Jean-Claude Bailly corroborou a antiguidade e precisão das medições astronômicas védicas como “mais antiga do que as dos gregos ou egípcios” e que “os movimentos das estrelas calculados 4.500 anos atrás, não diferem em um minuto a partir das tabelas de hoje”. 

Cosmologia e outras conquistas científicas da antiga Índia se espalharam para outros países, juntamente com o mercantilismo e os intercâmbios culturais. Há quase uma centena de referências apenas no Rig Veda para o mar e a atividade marítima. Isto é confirmado pelo historiador indiano R. C. Majumdar, que afirmou que o povo da civilização do Indo-Sarasvati era envolvido no comércio com Sooma e centros de cultura no oeste da Ásia e Creta. 

“Pitágoras foi para o Ganges para aprender geometria” – Voltaire. 

Abraham Seidenberg (autor da “História da Matemática” autoritária.) Credita os Sutras Sulba como inspiradores de toda a matemática do mundo antigo, da  Babilônia, para o Egito e para a Grécia. Como Voltaire e Seidenberg afirmaram, muitos conceitos matemáticos, altamente significativos, vieram da cultura védica, tais como: o teorema que leva o nome do matemático grego Pitágoras é encontrado no Brahmana Shatapatha, bem como o Sutra Sulba, o tratado indiano de matemática, escrito séculos antes de Pitágoras nascer.

 – O sistema decimal, baseado em potências de 10, onde o restante é transportado para a próxima coluna, mencionado pela primeira vez na Samhita Taittiriya do Yajurveda Negro. 

 – A introdução de zero tanto como um valor numérico e um marcador de lugar. – O conceito de infinito.  

– O sistema numérico binário, essencial para computadores, foi usado na métrica dos versos védicos. 

 – Uma técnica de “hashing”, semelhante ao usado por algoritmos de busca modernas, tais como Googles, foi utilizado no Sul da musicologia indiano. A partir do nome de um raga pode-se determinar as notas do raga.

 O Vedas, contudo, não são tão bem conhecidos por apresentarem um conhecimento histórico e científico, como são para expor ciências sutis, tais como o poder de mantras elevar a espiritualidade e o estado de consciência divina. Porém, em se tratando deste tipo de conhecimento, é necessário uma interpretação extremamente acurada, através da condução lúcida de um mestre que participa deste elo de conhecimento através de uma “ordem discipular” parampara.

O Parampara, ou sucessão discipular de mestres espirituais genuínos(mahatmas).
Para que um mestre espiritual seja autêntico, ele deve estar na sucessão discipular: sua linha de autoridade deve ser proveniente do Senhor Krishna.

Às vezes, os pseudo-mestres espirituais criam uma linha de filosofia depois de pressentir, sonhar ou imaginar que eles foram autorizados por Deus ou que eles são Deus. Mas isto nunca é aceito pelos seguidores das ordems vaishnavas.
Há quatro sampradayas vaishnavas, ou sucessões discipulares autênticas neste universo. A primeira é a Brahma-sampradaya, ou escola, sucessão do Senhor Brahma, o criador do universo; a segunda é a do Senhor Shiva, o destruidor do universo, chamada a Rudra-sampradaya; a terceira é a de Lakshmi, a Deusa da Fortuna e consorte permanente do Senhor Vishnu, o mantenedor do universo; e a quarta é a dos quatro Kumaras que são encarnações do conhecimento devocional. Dentre elas a Brahma Madhva Gaudya Vaisnava Sampradaya, a sucessão discipular desde o Senhor Brahma até os dias de hoje é listada como segue:

  1. Krishna
  2. Brahma
  3. Narada
  4. Vyasa
  5. Madhva
  6. Padmanabha
  7. Nrihari
  8. Madhava
  9. Akshobhya
  10. Jaya Tirtha
  11. Jnanasindhu
  12. Dayanidhi
  13. Vidyanidhi
  14. Rajendra
  15. Jayadharma
  16. Purushottama
  17. Brahmanya Tirtha
  18. Vyasa Tirtha
  19. Lakshmipati
  20. Madhavendra Puri
  21. Ishvara Puri, (Nityananda, Advaita)
  22. Lord Chaitanya
  23. Rupa, (Svarupa, Sanatana)
  24. Raghunatha, Jiva
  25. Krishnadasa
  26. Narottama
  27. Vishvanatha
  28. Baladeva
  29. Jagannatha
  30. Bhaktivinoda
  31. Gaurakishora
  32. Bhaktisiddhanta Saraswati
  33. A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada
Prabhupada é um mestre espiritual autêntico

Curta sobre o Movimento Hare Krishna


Curta produzido pelo primo Rafael Villalba, sobre o movimento Hare Krishna.

Realizado no Templo Hare Krishna do Rio de Janeiro – Templo autorizado pela Iskcon – Sociedade Internacional para a consciência de Krishna – Fundador – Acarya A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada

O Campo Magnético da Terra (doc)



O campo magnético da terra, protetor de todas as formas de vida no planeta está sob constante ataque pela radiação cósmica. O escudo invisível que nos protege está se enfraquecendo próximo ao litoral brasileiro, podendo ocasionar um risco muito grande de exposição letal à radiação.

assista

.

11 de Setembro – Conspiração Interna

.


Os atentados de 11 de Setembro nos Estados Unidos chocou todo o mundo e foi a alavanca para a guerra contra o terrorismo. Desde então várias teorias e documentários têm sido feitas sobre o que se passou e a maioria chega a conclusão que os atentados foram programados e levados a cabo por “forças ocultas”. Neste documentário, que foi transmitido pela RTP 2 (grande emissora de Portugal) a uns tempos atrás, tudo é analisado por pessoas que não têm ligações ao governo. Os resultados e conclusões são interessantes… será que Bin Laden é mesmo terrorista ou foi o responsável pela queda das torres gémeas e pelo atentado contra o pentágono? Será que um avião caiu mesmo no pentágono ou foi um míssil? Será que dois aviões eram capazes de deitar as torres a baixo? E porque é que houveram explosões antes e durante a queda dos edifícios? 



assista

.

Collapse (doc)

.

Colapso – Collapse (2010) (National Ggeografic)
Duração: 01:35:00
“Documentário Colapso, do Nationl Geografic, é baseado no livro do pesquisador Jared Diamond. Analisa o que fez as grandes civilizações do passado entrarem em colapso. De um completo levantamento da história do meio ambiente de dezenas de civilizações emerge um padrão de catástrofe ambiental que nos alerta para o futuro do mundo.”

Assista

.

TV Causa "Dano Cerebral"


O curta faz um paralelo entre o ato de assistir televisão e um cérebro assando em um microondas.

Dirigido pelo amigo Jonas Galvão.

Migração Alada (doc)

 



Cinco integrantes de uma equipe de filmagem servem de testemunhas ao seguir uma grande variedade de pássaros durante sua migração passando por 40 países e 7 continentes. Contando com uma equipe de 450 pessoas, 17 pilotos e 14 câmeras, eles utilizam aviões, planadores, helicópteros e balões para voar ao lado, abaixo, acima e em frente dos pássaros. O resultado é um filme de extrema beleza que a revista Entertainment Weekly aclama como “Hipnotizante!” e o Los Angeles Times considera “Um filme de tirar o fôlego! Tão sublime e magnífico!” Abra os seus olhos para o mundo da natureza e voe com os pássaros mais maravilhosos desde áreas remotas como o Ártico e a Amazônia até áreas populosas como Paris e Nova York.


Informações
Gênero: Documentário
Tamanho: 816MB
Formato: BDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Idioma: Português – BR

Surf (videos)


Surf Video: Billabong Frothing


Informações
via: megaupload
formato: mpg
tamanho: 656 MB

Link
Surf Video: Billabong Tropical Punch



Informações

via: megaupload
formato: avi
tamanho: 348 MB

Link

Billabong Tropical Punch




Surf Video: Quiksilver Young Guns 3 (2007)




Informações

via: megaupload
formato: avi
tamanho: 697 MB

Link

Quiksilver Young Guns 3

Surf Video: Quiksilver Boarding Pass


Informações
via: megaupload
formato: avi
tamanho: 687 MB

Link

Quiksilver Boarding Pass
Surf Video: Rob Machado – The Drifter (2009)


 
Informações
via: megaupload
formato: avi
tamanho: 631 MB
inglês (s/legenda)

Link

Rob Machado – The Drifter
Surf Video: Jamie O”Brien – FreakSide



Informações
via: megaupload
formato: avi
tamanho: 498 MB

Link

Jamie O”Brien – FreakSide




Surf Video: Quiksilver Clay Marzo Just. Add Water



Informações
via: megaupload
formato:avi
tamanho: 497 MB
inglês (S/L)

Link

Quiksilver Clay Marzo Just. Add Water

Surf Video: DriveThru Australia



Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 668 MB
inglês (s/legeda)

Links

parte01
parte02



Surf Video: DriveThru South Central America




Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 1.42 GB
inglês (s/legeda)

Links

parte01
parte02
parte03
parte04



Surf Video: The Endless Summer




Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 695 MB
inglês (s/legenda)

Links

parte01
parte02
parte03
parte04
parte05
parte06
parte07
parte08


Surf Video: Billabong – Inside Outside




Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 693 MB

Links

Inside Outside

Inside Outside




Surf Video: Shades Of Bali




Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 497 MB
inglês (s/legenda)

Link

Shades Of Bali




Surf Video: Billabong Trilogy




Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 494 MB

Link

Billabong Trilogy




Surf Video: Billabong Odyssey




Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 688 MB

Link

Billabong Odyssey
Surf Video: Surfing Favela (2005)

Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 696 MB

Link
Surfing Favela

Surf Video: Fuso Horário

Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 882 MB

Link
Fuso Horário

Documentário: Surf Adventure 2 – A Busca Continua (2009)

Sinopse: A busca da onda perfeita continua. Em nome desta saudável obsessão, o diretor e produtor Roberto Moura voltou a reunir as maiores feras do surfe brasileiro que encaram e esbanjam talento em ondas absolutamente assustadoras. Desta vez, a elite do surf nacional – de estreantes a veteranos – viajou pelas incríveis ondas do Peru, México, Austrália, Taiti, Chile sem esquecer pontos privilegiados do litoral Rio-São Paulo. E mais: quem associa os melhores picos ao mar aberto, certamente se surpreenderá com a beleza das ondas em plena região amazônica, mais exatamente na pororoca do rio Araguari, no Amapá.

Informações
via: uploading
formato: avi
tamanho: 850 MB

Link
Surf Adventure 2

Surf Video: Quintal de Casa

Informações
via: megaupload
formato: (?)
tamanho: 697 MB

Link
Surf Video

Documentário: Surf Adventures “o filme”

Sinopse: Surf Adventures é um Filme Documentário que acompanha a elite do surf brasileiro, incluindo os atuais ídolos, os veteranos e os novatos no esporte, surfando em algumas das melhores ondas do planeta, localizadas no Hawaii, na Indonésia, no Brasil, na África do Sul e na Califórnia. Em todas as viagens os próprios surfistas contam suas experiências, falando também sobre os locais visitados.

Informações
via: megaupload
formato: avi
tamanho: 692 Mb

Link
Surf Adventure