Arquivo da categoria: Séries

COSMOS de Carl Sagan ( série )







Idealizada por Carl Sagan e sua esposa Ann Druyan, produzida pela KCET e Carl Sagan Productions, em associação com a BBC e a Polytel International e veiculada nos EUA pela PBS, Cosmos é um dos mais formidáveis exemplos da amplitude e eficácia que a divulgação científica pode atingir por meios audiovisuais, quando servida por uma personalidade carismática como a de Carl Sagan e apoiada por recursos técnicos de qualidade.
Utilizando efeitos especiais disponíveis na época apenas para produções como Guerra nas Estrelas, Segan leva o espectador em sua nave imaginária a uma viagem pelos limites do universo, ao reino do infinitamente grande, dos aglomerados de galáxias aos berçários estelares, das gigantes vermelhas às supernovas e pulsares.
De volta à Terra, penetra no mundo do infinitamente pequeno, das partículas atômicas aos componentes básicos da vida. Sagan nos conduz com genialidade pelo mundo da física moderna, transmitindo conceitos complexos de forma simples e cativante. Com imensa criatividade, passeia pela história, revelando ao público as contribuições de alguns dos maiores nomes da ciência e de fatos históricos que mudaram para sempre o pensamento e o rumo da humanidade.
Cosmos e sua trilha sonora, formada por faixas do aclamado álbum Heaven and Hell (1975), do Vangelis, tornam-se um só, imagem e som unidos com rara perfeição. Filmado ao longo de três anos, em quarenta locais de doze países, o programa abriu a janela do Universo a mais de 500 milhões de pessoas ao redor do mundo, e inspirou toda uma geração a seguir pelos caminhos da ciência ao desmistificar o que até então era informação científica inacessível ao grande público.
A série é composta por um total de 780 minutos de material, distribuídos por 13 episódios de 60 minutos cada. O material foi revisto, dez anos após, pelo próprio Carl Sagan e por sua esposa e ajudante, Ann Druyan. No final de alguns episódios encontra-se uma apresentação das atualizações e novas descobertas científicas feitas em relação às matérias expostas desde o lançamento original desta série que, ainda hoje, mantém-se atual e repleta de “profecias” acerca dos avanços científicos e dos caminhos de nossa civilização.
Por mais que tenha sido produzida a quase 30 anos, quase todos os conceitos científicos discorridos nos treze episódios fazem parte dos fundamentos da física teórica moderna. Assim, a série continua bastante válida e atual.
Como entretenimento, pode-se dizer que continuará como referência ainda por muito tempo, pois aborda não somente o mundo da física, mas incorpora a esses conhecimentos, fatos históricos relevantes e interessantíssimos que, além de nos posicionar no tempo, revela a íntima relação que existe entre a ciência e o espírito de sua própria época.
Em relação às conjecturas ou hipóteses levantadas pelo autor como exercício de imaginação e “predição”, foram acrescentadas atualizações (feitas dez anos mais tarde) aos episódios onde tais medidas eram cabíveis.
Esta série tem como seu maior objetivo incitar o espectador a refletir sobre os temas expostos com base em uma visão crítica e humanista – coisa rara nas programações atuais -, desviando-se da orientação comum (e burra) de tratar as pessoas como meros recipientes de conhecimento, quase sempre estéreis, como se costuma fazer nas escolas.
Talvez seja essa a razão do sucesso desse trabalho e de sua influência entre tantos jovens cujas carreiras foram guiadas por esse pensamento crítico e investigativo.
Enfim, é bem mais do uma coleção de informações científicas. E mesmo que porventura estivesse datado, ainda assim valeria a pena assistir.

Lista de reprodução completa (youtube)

Lista de reprodução completa (youtube)


Lista de reprodução completa (youtube)


Lista de reprodução completa (youtube)


Lista de reprodução completa (youtube)


Lista de reprodução completa (youtube)

Lista de reprodução completa (youtube)

Lista de reprodução completa (youtube)


Lista de reprodução completa (youtube)

Lista de reprodução completa (youtube)