Arquivo mensal: junho 2010

Porque não alho e cebola?


O devoto de Krishna, gourmet, professor, autor e astro de TV Kurma Dasa responde muito esta pergunta. Aqui está sua resposta, bem ponderada.

Uma das perguntas mais comuns feitas a mim é esta: “Por que você não come alho e cebola?”

Aqui está a minha resposta curta: Como um devoto de Krishna e praticante de Bhakti-yoga, não comemos alho nem cebola, porque eles não podem ser oferecidos à Krishna.

Aqui está a minha resposta mais longa: Você pode saber que a cebola e o alho são membros da família botânica aliáceos (alliums) – juntamente com o alho-poró, cebolinha e chalotas.

Segundo a Ayurveda, a ciência médica clássica da Índia, os alimentos são agrupados em três categorias – sattva, rajas e tamas alimentos – nos modos da bondade, paixão e ignorância. Cebola e alho, e as outras plantas aliáceos são classificados como rajas e tamas, o que significa que aumentam a paixão e ignorância.

Aqueles que subscrevem a cozinhar brahmana puro estilo da Índia, incluindo eu mesmo, e Vaishnavas – seguidores do Senhor Vishnu, Rama e Krishna – gosto de cozinhar apenas com alimentos da categoria sattva. Estes alimentos incluem frutas frescas, legumes e ervas aromáticas, produtos lácteos, grãos e legumes, e assim por diante. Especificamente Vaisnavas não gostam de cozinhar com alimentos rajásico ou tamásico porque eles são incapazes de serem oferecidos à divindade.

Alimentos rajásicos e tamásicos também não são usados porque eles são prejudiciais em processos de devoção e meditação. “Alho e cebola são rajas e tamas, estando assim proibídos aos yoguis pois são a raiz de uma consciência mais corpórea”, diz a autoridade bem conhecida em Ayurveda, Dr. Robert E. Svoboda.

Alguns ramos da medicina ocidental dizem que o Alliums têm benefícios específicos à saúde; o alho é respeitado, pelo menos nos círculos médicos alopatas, como um antibiótico natural. Nos últimos anos, o uso do Alliums vegetal tem sido estudada, quanto a implicações no sistema cardiovascular e as implicações clínicas da cebola e do alho ao consumo alimentar a partir deste ponto de vista ainda não são bem compreendidos.

No entanto, ainda há muitas coisas negativas a dizer sobre o alho e a cebola. Não tão bem conhecido é o fato de que o alho no estado bruto, pode carregar a nocivas bactérias como a do botulismo (potencialmente fatal). Talvez seja com consciência disso que o poeta romano Horácio escreveu que o alho é “mais prejudicial do que cicuta”.

Deve ser salientado que o alho e a cebola são evitados aos adeptos de crescimento espiritual, porque eles estimulam o sistema nervoso central, e podem perturbar os votos de celibato. O alho é um afrodisíaco natural. A medicina Ayurvédica sugere ser um tônico impotência sexual, debilidade sexual, impotência de excesso de indulgência em sexo e esgotamento nervoso de dissipação de hábitos sexuais. É dito que é especialmente útil para os velhos com alta tensão nervosa e impotência sexual.

Há milhares de anos os taoístas predizem que as plantas da família aliáceos são prejudiciais aos seres humanos em seu estado saudável. Em seus escritos, um sábio Tsang-tsé descreveu o Alliums como os “cinco legumes picantes e perfumados” – diz que cada um tem um efeito negativo sobre um dos seguintes cinco órgãos – fígado, baço, pulmões, rins e coração. Especificamente, as cebolas são prejudiciais para os pulmões, o alho ao coração, alho-poró ao baço, cebolinha para o fígado e cebolinhas para os rins.

Tsang-tsé disse que estes vegetais contém cinco tipos diferentes tipos de enzimas que fazem com que “as reações da respiração seja repugnante, o odor extra-sujo de suor, movimentos do intestino levam a indulgência lasciva, aumentar a agitação, ansiedade e agressividade”, especialmente quando consumidos crus .

Coisas semelhantes são descritos na Ayurveda. “Assim como produzir hálito e odor corporal, estas plantas aliáceas induzem à irritação, agitação, ansiedade e agressividade. Assim, eles são prejudiciais fisicamente, emocionalmente, mentalmente e espiritualmente.

Por volta da década de 80, em sua pesquisa sobre o funcionamento do cérebro humano, o Dr. Robert [Bob] C. Beck, DSc. descobriu que o alho tem um efeito negativo sobre o cérebro. Ele descobriu que o alho de fato é tóxico para o homem porque sua “sulfona íons hidroxila” penetra a barreira hemato-encefálica sendo tóxicos para as células do cérebro.

Beck explicou que, desde os anos 50, se sabia que o alho reduziu o tempo de reação de duas a três vezes quando consumidos pelos pilotos em testes de vôo. Isso ocorre porque os efeitos tóxicos do alho dessincronizam as ondas cérebro. “O médico a cada mês lembrava a todos nós:” Não ouse tocar em qualquer alho 72 horas antes de voar um dos nossos aviões, porque ele vai dobrar ou triplicar o seu tempo de reação. Você está três vezes mais lento do que seria se você não houvesse ingerido alho. “

É precisamente pela mesma razão, a família de plantas de alho tem sido amplamente reconhecida como sendo prejudiciais aos cães.

Mesmo quando o alho é usado como alimento na cultura chinesa é considerado nocivo para o estômago, o fígado e os olhos, e uma causa da tontura e da energia dispersada quando consumidos em quantidades imoderada.

O alho nem sempre é visto como tendo propriedades totalmente benéficas na culinária ocidental e na medicina. É amplamente aceito entre os profissionais de saúde que, além de matar bactérias nocivas, o alho também destrói as bactérias benéficas, que são essenciais para o bom funcionamento do sistema digestivo.

Os praticantes de Reiki explicam que alhos e cebolas estão entre as primeiras substâncias a serem expulsas do organimo de uma pessoa – juntamente com o tabaco, álcool e medicamentos farmacêuticos. Isto torna evidente que aliáceos tem um efeito negativo sobre o corpo humano e devem ser evitados por razões de saúde.

A medicina homeopática chega à mesma conclusão, quando se reconhece que a cebola vermelha produz uma tosse seca, os olhos lacrimejantes, espirros, corrimento nasal e outros sintomas relacionados com calafrios quando consumida.

Estas são apenas algumas das razões para eu evitar alho-poró, cebolinha, cebolinha, alho e cebola.


Fonte: e-mail enviado Krpa Vaisnava dd (HDG)

o artigo em está em http://krishna.com/why-no-garlic-or-onions

S.O.S. deixar de comer carne


O homem e seus órgãos digestivos se assemelham aos dos antropóides (macacos, gorilas) que se alimentam exclusivamente de frutas e raízes. Seus dentes, glândulas salivares, estômago, intestinos e outros órgãos levaram os zoólogos a classificarem o homem como frutívoro. Essa declaração foi feita por cientístas de envergadura como Cuvier, Darwin, Huxley, Haeckel, Lamarck, Linneu, etc.

O instinto do homem repugna a matança de animais: a visão de animais mortos em certas condições, como assados num incêndio, esquartejados e mesmo a carne crua exposta lhe é repulsiva. Somente após disfarçar sua aparência e sabor através do fogo e dos condimentos é que consegue comer um pedaço de carne. Uma criança jamais saltará o muro do vizinho para comer um pedaço de carne, mas ao avistar uma fruta na árvore instintivamente irá buscá-la.

Assim o estudo do seu organismo (Biologia) e do seu instinto (Psicologia) provam que o homem deve se alimentar de vegetais.

A carne intoxíca e acidifíca o organismo. Por causa das substâncias venenosas que produz, como uréia, o àcido úrico e outras, o sangue torna-se ácido, os rins e fígado, enfraquecem-se com o excesso de trabalho de eliminação dos venenos do sangue. Diversas doenças, então, aparecem: arteriosclerose, reumatismo, enterite, gastrite, prisão de ventre, úlcera gástrica, eczema, apendicite, envelhecimento precoce.

Os animais carnívoros possuem uma glândula que segrega amônia e neutraliza os ácidos resultantes da digestão da carne, porém, nós não possuímos esta glândula.

A carne produz intensa putrefação intestinal e os intestinos do carnívoro contêm uma população microbiana de vários milhões a mais do que a do vegetariano.

Muitas pessoas consideram a carne um alimento necessário e indispensável, sem a qual é impossível uma saúde perfeita. Contudo, nos países pobres ou populosos do Oriente, como as Índias, a China, o Japão, Tailândia e outros, milhões de pessoas nunca provaram a carne, e se o fazem é em quantidades mínimas, porém, são fortes e resistentes e quando colocados junto aos ocidentais em trabalhos que exijam grandes esforços físicos, sua superioridade é notável.

Os animais carnívoros são fortes porém os herbívoros além da força muscular possuem a resistência. O elefante, o cavalo, o boi executam trabalhos que exigem muito esforço físico, como carregar pesos a longas distâncias. A força dos animais carnívoros esgotam-se rapidamente e não suportam uma atividade contínua.

As proteínas encontradas na carne são fornecidas, com vantagens, por diversos alimentos vegetais, grão de bico, ervilha, quinoa, soja, feijões, castanha do Pará, amendoim, castanha de caju, lentilhas, nózes, amêndoas. O leite e seus derivados fornecem mais proteínas do que a carne, e apesar de ser de origem animal, pode ser usado na dieta vegetariana.

Extensas áreas são desmatadas para serem transformadas em pastos, quando poderiam continuar a ser florestas virgens, tão necessárias ao equilíbrio ecológico do planeta, pois enquanto o vegetariano necessita de uma parte de terra para sua produção de alimentos vegetais, o carnívoro precisa dez vezes mais de espaço para a criação de animais.

Até aqui vimos a superioridade do vegetarianismo sob o ponto de vista da ciência de nutrição, porém como seres inteligentes, sensatos e amorosos, nós temos outras razões para adotar a dieta vegetariana.

O regime carnívoro excita as emoções inferiores. Os vegetarianos são mais pacíficos e calmos do que os carnívoros. O animais carnívoros (o tigre, o lobo, o falcão) são dotados dos piores sentimentos: crueldade, malícia, ingratidão, ao contrário dos herbívoros (cavalo, boi, ovelha) que podem ser domesticados, mostrando-se mansos e amorosos para seu criador.

 Os grandes avatares e místicos eram vegetarianos: Zoroastro, Platão, Pitágoras, Buda, Cristo, Apolônio de Tiana. Mais recentemente foram vegetarianos os seguintes místicos e homens de projeção: Leonardo da Vinci, Francisco de Assis, Newton, Voltaire, Lineu, Benjamin Franklin, Lamartine, Tolstoi, Fulton, Napoleão Bonaparte, Pasteur, Morse, Thomas Edison, Caruso, Bernard Shaw, Stalin, Gandhi, Albert Einstein, etc.

Albert Einstein, criador da teoria da relatividade, disse: “Sou, por princípio, fervoroso seguidor do vegetarianismo, acima de tudo por motivos morais e estéticos; acredito firmemente que já por seus efeitos físicos o sistema de vida vegetariano influirá de tal maneira sobre o temperamento do homem, que em muito melhorará o destino da humanidade”.

Galinhas são criadas em suas vida curta em gaiolas de 50 x 50 cm, bois também são criados em lugares apertados e não natural.

Os pintos, conforme são para corte ou para ovos, machos ou fêmeas, são eliminados por esmagamento por martelo, fogo, sufocados ou outros métodos desumanos.

A humanidade come uma montanha Everest de carne todo ano, e não compreêndem a natureza Kármica disto: doenças degenerativas, velhice precosse, agressividade, violência, intolerância e etc.

Embora esteja aumentando o número de vegetarianos, as máquinas de fritar frangos e as churrasqueiras de quintal também.

Via a experiência. EXPERIMENTE um prato de cereais, laticínios e vegetais!


 O que nos separa de uma vida melhor muitas vezes é a distãncia abissal que damos da pura especulação mental ao simples mas efetivo primeiro passo.


* * *


Citações Fortalecedoras 


Aquele que matou um boi é como aquele que matou um ser humano.

(Isaias, profeta bíblico)


Enquanto o homem continuar a ser destruidor impetuoso dos seres animados, dos seres inferiores, não encontrará a saúde nem a paz.
Enquanto os homens massacrarem os animais, eles se matarão uns aos outros.

(Pitágoras)


Chegará o tempo em que os homens olharão para os maus tratos aos animais com a mesma abominação com que hoje consideram o assassinato dos seres humanos.

(Leonardo da Vinci)


Nada beneficiará mais a saúde da humanidade e aumentará as chances de sobrevivência da vida na Terra quanto à dieta vegetariana.

(Albert Einstein)


Os animais são meus amigos … e eu não como meus amigos.

(George Bernard Shaw)


Eu não tenho dúvidas que é parte do destino da raça humana, na sua evolução gradual, parar de comer animais.
   
(Henry David Thoreau)


Se quisermos nos libertar do sofrimento, não devemos viver do sofrimento e da matança infligida a outros animais.

(Paul Carton)


O homem implora a misericórdia de Deus mas não tem piedade dos animais, para os quais ele é um deus. O animais que sacrificais já vos deram o doce tributo de seu leite, a maciez de sua lã e depositaram confiança nas mãos criminosas que os degolam. Ninguém purifica seu espírito com sangue.

(Siddarta Gautama Buda)


Se eu tivesse outra vida, dedica-la-ia inteiramente à luta contra a vivisseção.

(Bismark)


Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhorem nem levem em consideração as condições dos animais.

(Abraham Lincoln)


Não há diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais … os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento.

(Charles Darwin)


Não haverá justiça enquanto o homem empunhar uma faca ou uma arma e destruir aqueles que são mais fracos que ele.

(Isaac Singer)


Muito pouco da grande crueldade mostrada pelos homens pode ser atribuída realmente a um instinto cruel. A maior parte dela é resultado da falta de reflexão ou de hábitos herdados.

(Albert Schweitzer)


A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de caráter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem.

(Arthur Schopenhauer)


Não creia que os animais sofrem menos do que os seres humanos. A dor é a mesma para eles e para nós. Talvez pior, pois eles não podem ajudar a si mesmos.

(Louis J. Camuti)


O que não concebo é degolar um cabrito, asfixiar uma pomba, cortar a nuca de uma galinha, ou dar punhaladas em um porco para que eu coma seus restos. Não é por uma questão de química biológica o motivo de eu ter me passado para as fileiras do ovo lacto vegetarianismo, mas pelo imperativo oral de que minha vida não seja mantida às custas da ida de outros seres.

(Eduardo Alfonso)


Os animais que você come não são aqueles que devoram outros, você não come as bestas carnívoras, você as toma como padrão. Você só sente fome pelas criaturas doces e gentis que não ferem ninguém, que o seguem, o servem, e que são devoradas por você como recompensa de seus serviços.

(Jean Jacques Rousseau)


Incêndios propositais e crueldade com animais são 2 ou 3 sinais na infância que sinalizam o potencial de um assassino serial.

John Douglas (analista do FBI que estuda o perfil de assassinos) 


A grandeza de uma nação e seu progresso moral podem ser julgados pela forma com que seus animais são tratados.

(Mahatma Gandhi)


Deveríamos ser capazes de recusar-nos a viver se o preço da vida é a tortura de seres sensíveis.

(Mahatma Gandhi)


Sinto que o progresso espiritual requer, em uma determinada etapa, que paremos de matar nossos companheiros, os animais, para a satisfação de nossos desejos corpóreos.

(Mahatma Gandhi)


Que horror é meter entranhas em entranhas, engordar um corpo com outro corpo, viver da morte de seres vivos.

(Pythagoras)


Enquanto o homem continuar a ser o destruidor dos seres animados dos planos inferiores, não conhecerá a saúde nem a paz. Enquanto os homens massacrarem os animais, eles se matarão uns aos outros. Aquele que semeia a morte e o sofrimento não pode colher a alegria e o amor.

(Pythagoras)


Tempo virá em que os seres humanos se contentarão com uma alimentação vegetariana e julgarão a matança de um animal inocente como hoje se julga o assassínio de um homem.

(Leonardo da Vinci)


Feliz seria a terra se todos os seres estivessem unidos pelos laços da benevolência e só se alimentassem de alimentos puros, sem derrame de sangue. Os dourados grãos que nascem para todos dariam para alimentar e dar fartura ao mundo.

(Siddarta Gautama – Buda)


Quanto mais o homem simplifica a sua alimentação e se afasta do regime carnívoro, mais sábia é a sua mente.

(George Bernard Shaw)


Eu não tenho dúvidas de que é parte do destino da raça humana, na sua evolução gradual, parar de comer animais.

(Henry David Thoreau)


É somente pelo amaciamento e disfarce da carne morta através do preparo culinário, que ela é tornada susceptível de mastigação ou digestão e que a visão de seus sucos sangrentos e horror puro não criam um desgosto e abominação intoleráveis.

(Percy Bysshe Shelley)


Quando me tornei vegetariano, poupei dois seres, o outro e eu.

(Hermógenes)


Se quisermos nos libertar do sofrimento, não devemos viver do sofrimento e do assassínio infligidos aos animais.

(Dr. Paul Carton)


Se o homem aspira sinceramente a viver uma vida real, sua primeira decisão deve ser abster-se de comer carne e não matar nenhum animal para comer.

(Leon Tolstoy)


O comer carne é a sobrevivência da maior brutalidade; a mudança para o vegetarianismo é a primeira conseqüência natural da iluminação.

(Leon Tolstoy)


Respeitem os animais. Eles sentem e sofrem como nós. Não os maltratem, não os torturem, não os prendam, não os matem.

(de autoria anônima)


Como zeladores do planeta, é nossa responsabilidade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens estão além de nossa compreensão. Por favor, ajudem a parar com esta loucura.

(Richard Gere)


Oh, tirem minha cabeça, mas rogo que parem a matança!

(Sadhu Vaswani)


Não haverá justiça enquanto o homem empunhar uma faca ou uma arma e destruir aqueles que são mais fracos que ele.

(Isaac Bashevis Singer)


Se os matadouros tivessem paredes de vidro, todos seriam vegetarianos. Nós nos sentimos melhores com nós mesmos e melhores com os animais, sabendo que não estamos contribuindo para o sofrimento deles.

(Paul e Linda McCartney)


Se você pudesse ver ou sentir o sofrimento, você certamente não pensaria duas vezes. Devolva a vida. Não coma carne.

(Kim Basinger)


O que não concebo é degolar um cabrito, asfixiar uma pomba, cortar a nuca de uma galinha ou dar punhaladas em um porco para que eu coma seus restos. Não é por uma questão de química biológica o motivo de eu me ter passado para as fileiras do ovo-lacto-vegetarianismo, mas pelo imperativo moral de que minha vida não seja mantida às custas da vida de outros seres.

(Dr. Eduardo Alfonso, médico naturista espanhol)


Que luta pela existência ou que terrível loucura vos levou a sujar vossas mãos com sangue – vós, repito, que sois nutridos por todas as benesses e confortos da vida? Por que ultrajais a face da boa terra, como se ela não fosse capaz de vos nutrir e satisfazer?

(Plutarco)


Os vapores das comidas com carne obscurecem o espírito. Dificilmente pode-se ter virtude se desfruta de comidas e festas em que haja carne. No paraíso terreno não havia vinho, nem sacrifício de animais e tampouco se comia carne.

(São Basílio)


Não destruas por causa da comida as obras de Deus. É verdade que tudo é limpo, mas mal vai para o homem que come com escândalo. Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça.

(Romanos, 14: 20, 21)


Como rei, esforcei-me para impedir o dano a criaturas vivas e renunciei a ter grande número de caçadores e pescadores e às caçadas a que se entregam outros governantes.

(Rei Asoka)


Os vegetais constituem alimentação suficiente para o estômago e, no entanto, recheamo-lo de vidas valiosas.

(Sêneca)


A estrutura do homem, externa e interna, comparada com a de outros animais, mostra-nos que as frutas e os vegetais suculentos constituem sua alimentação natural.

(Lineu)


Não comer carne significa muito mais para mim que uma simples defesa do meu organismo; é um gesto simbólico da minha vontade de viver em harmonia com a natureza. O homem precisa de um novo tipo de relação com a natureza, uma relação que seja de integração em vez de domínio, uma relação de pertencer a ela em vez de possuí-la. Não comer carne simboliza respeito à vida universal.

(Pierre Weil)


Nada beneficiará tanto a saúde humana e aumentará as chances de sobrevivência da vida na terra quanto a evolução para uma dieta vegetariana. A ordem de vida vegetariana, por seus efeitos físicos, influenciará o temperamento dos homens de uma tal maneira que melhorará em muito o destino da humanidade.

(Albert Einstein)


Não importa se os animais são incapazes ou não de pensar. O que importa é que são capazes de sofrer.

(Jeremy Bentham)


A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de caráter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem.

(Arthur Schopenhauer)


Os animais dividem conosco o privilégio de ter uma alma.

(Pythagoras)


Todas as coisas da criação são filhos do Pai e irmãos do homem. Deus quer que ajudemos aos animais, se necessitam de ajuda. Toda criatura em desgraça tem o mesmo direito a ser protegida.

(São Francisco de Assis)


Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seus semelhantes.

(Albert Schweitzer – Prêmio Nobel da Paz em 1952)


Não há diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais (…) os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento.

(Charles Darwin)


A não-violência leva-nos aos mais altos conceitos de ética, o objetivo de toda evolução. Até pararmos de prejudicar todos os outros seres do planeta, nós continuaremos selvagens.

(Thomas Edison)


Para mim, não amar os pássaros e todos os animais seria não amar a Deus. Pois seus filhos são pássaros e animais tanto quanto os seres humanos.

(Sadhu Vaswani)


Os animais do mundo existem para seus próprios propósitos. Não foram feitos para os seres humanos, do mesmo modo que os negros não foram feitos para os brancos, nem as mulheres para os homens.

(Alice Walker)


Minha doutrina é esta: se nós vemos coisas erradas ou crueldades, as quais temos o poder de evitar e nada fazemos, nós somos coniventes.

(Anna Sewell)








ONU recomenda dieta vegana




ONU recomenda dieta vegana para combater mudança climática


4304


Uma mudança global para uma dieta vegana é vital para salvar o mundo da fome, pobreza de combustíveis e os piores impactos da mudança climática, diz um novo relatório da ONU.

A previsão é de que a populção mundial chegue a 9.1 bilhões de pessoas em 2050 e o apeite por carne e laticínios é insustentável, diz o relatório do programa ambiental da ONU (UNEP).

A agricultura, particularmente produtos de carne e laticínios, é responsável pelo consumo de cerca de 70% da água doce do mundo, 38% do uso de terra e 19% das emissões de gases estufa, diz o relatório que foi lançado para coincidir com o dia do meio ambiente (05 de junho).

Diz o relatório: “Espera-se que os impactos da agricultura cresçam sustancialmente devido ao crescimento da população e o crescimento do consumo de produtos animais. Ao contrário dos combustíveis fósseis, é difícil produzir alternativas: as pessoas têm que comer. Uma redução substancial de impactos somente seria possível com uma mudança de dieta, eliminando produtos animais.”

O painel de especialistas categorizou produtos, recursos e atividades econômicas e de transporte de acordo com seus impactos ambientais. A agricultura se equiparou com o consumo de combustível fóssil porque ambos crescem rapidamente com mais crescimento econômico, eles disseram.

Professor Edgar Hertwich, o principal autor do relatório, disse: “Produtos animais causam mais dano que produzir minerais de construção como areia e cimento, plásticos e metais. Biomassa e plantações para animais causam tanto dano quanto queimar combustíveis fóssil.”

Ernst von Weizsaecker, um dos cientistas que lideraram o painel, disse: “Crescente afluência está levando a um maior consumo de carne e laticínios – os rebanhos agora consomem boa parte das colheitas do mundo e, por inferência, uma grande quantidade de água doce, fertilizantes e pesticidas.”

Fonte: Guardian